Colunas

Em transe — ou O conto é um bicho grudado no peito

(2 votos, média de 5.00 em 5)

 

Não tenho a menor ideia de quando começou a minha vontade (se é que se pode dizer assim) de escrever contos. Ou melhor, tenho sim: como já escrevi aqui em outra ocasião, tudo é culpa do hai kai, pequena pérola japonesa de extrema concisão.  Pois é.

Leia mais...

O Cocheiro da Morte e Outros Títulos

(3 votos, média de 5.00 em 5)

A sueca Selma Lagerlöf, com certeza, não é lá muito conhecida por aqui. Nascida em 1858, construiu uma vasta obra, que acabou por fazer dela a primeira mulher e receber o Nobel de Literatura, em 1909 — e também, alguns anos mais tarde, a primeira a integrar a Academia Sueca (1914).

Leia mais...

De Poemas, Contos e Romances - Claudio Parreira

(3 votos, média de 5.00 em 5)

O meu encantamento inicial, é claro, foi por um poema. Não aqueles crássicos que éramos obrigados a ler na escola. Refiro-me ao Poema Sujo, de Ferreira Gullar, que plantou em mim a possibilidade de escrever além das regras estabelecidas pelo bom comportamento.

Leia mais...

O Mundo dos Sonhos 3 - Amanda Reznor

(1 voto, média de 5.00 em 5)

Pois bem. Quando deitamos a cabeça no travesseiro, exaustos, vêm ainda à mente os montantes de problemas ainda por resolver, ansiedades, conflitos, e aí aparece a dificuldade para dormir e, depois de um sono conturbado, o despertador nos faz levantar mais cedo que o nosso corpo planejava, pulamos da cama e vupt!

Leia mais...

Uma visão fantástica sobre o mundo - Claudio Parreira

(5 votos, média de 4.80 em 5)

Não sei determinar exatamente quando começou o meu fascínio pela literatura fantástica. Esse é um ponto obscuro, e talvez o maior mistério da minha vida. Minhas leituras, é claro, tiveram um papel importante nisso tudo — eu era o tipo de leitor ávido, e não tinha ainda um gênero predileto.

Leia mais...

Você está aqui: Artigos Colunas