Contos

Fome

(3 votos, média de 5.00 em 5)

Havia três anos que eu parara de fumar. Não foi fácil, admito, mas, num determinado dia, decidi fazê-lo e assim foi. Agora estou aqui, sentado no degrau da fachada da delegacia onde trabalho, observando a brasa desse cilindro branco ardendo entre meus dedos. Infelizmente meu estado de nervos me levou a isso.

Leia mais...

O sapo e a princesa

(2 votos, média de 5.00 em 5)

 

Se bem que o ser na escuridão do brejo parecia mais algo saído de um pesadelo: a coroa torta jazia sobre os grudentos cabelos, e o vestido bufante não passava de trapos enlameados. As mãos tremiam, e tudo nela doía, mas nada a impedia de continuar sua busca. Ela sabia que ele estava por ali, sim, e ela o encontraria.

Leia mais...

Vôo 3992

(4 votos, média de 4.00 em 5)


 A criatura começou a penetrar a aeronave, como se estivesse descendo em um buraco no chão. Primeiro os pés e pernas, depois o quadril até que saltou para dentro da aeronave. Tinha em torno de dois metros e todos nós podíamos ver as asas flexionando-se nervosamente acima das poltronas e no corredor apertado do avião.

Leia mais...

Ouro de Tolo

(3 votos, média de 5.00 em 5)

Em uma ensolarada e agradável manhã de domingo, dois amigos de infância se encontraram no Rio da Garganta Funda e remaram em direção à bacia. Com o calor ainda distante do seu pico, um deles retirou o chapéu de palha e arremessou a linha de pesca a três metros da canoa.

Leia mais...

Pus

(2 votos, média de 5.00 em 5)

Túrgido como uma tendência incorruptível. A tão obstinada remissão custava a expiar seu prosaico exercício. Eu, definitivamente, longe de empedernir com tudo isto. O estoicismo necessário olhou-me de soslaio, troçando da minha enlanguescida figura, patética e desordenada, em severo sofrimento.

Leia mais...

Você está aqui: Contos