Resenha: Fantasmas da Guerra (R-Point)

(3 votos, média de 4.67 em 5)

 

Há alguns anos é visível a qualidade dos filmes de terror vindo do Oriente; produções muitas vezes modestas mas que não deixam a trama ser afetada por isso. O resultado são filmes muitas vezes simples, porém bons. Obviamente, isso não é geral, e existem as produções ruins, com histórias ruins.

O filme R-Point (Fantasmas da Guerra, no Brasil) é um bom exemplo disso. O filme passa-se durante a guerra do Vietnã, e começa quando uma base do exército Sul-Coreano começa a receber estranhas mensagens de rádio de um esquadrão que desapareceu seis meses antes. Com a finalidade de resgatar o grupo de soldados desaparecidos, o experiente tenente CHOI-Tae (Gam Woo-Sung) e uma unidade são chamados para uma missão de resgate na região conhecida como R-Point. O que aparentemente seria uma simples missão de resgate transforma-se, lentamente, em uma experiência mais aterradora e devastadora do que uma batalha de guerra.

R-Point é um misterioso território situado numa ilha a pouco mais de 150 quilômetros de Ho Chi Minh, em Saigon. O exército francês, em campanha no local, gostou tanto que construiu um enorme hospital militar. Ainda no final da década de 50, durante a primeira guerra vietnamita, 12 soldados franceses foram dados como desaparecidos. Em 1972, outros 9 soldados coreanos também sumiram. Rumores afirmam que o local é amaldiçoado e que mais de 600 pessoas já desapareceram desde a construção do hospital. É partindo desta lenda local que a trama do longa dirigido pelo sul-coreano Su-chang Kong se desenvolve.

Embora ambientado durante a guerra, é a atmosfera que dá o grande toque ao filme, e não batalhas sangrentas (que, aliás, são raríssimas, se não inexistentes – dependendo do seu ponto de vista). Aqui, a tênue linha entre sanidade e insanidade e realidade e fantasia é explorada ao extremo, e este mesmo clima é contagiante: não é raro o espectador perguntar-se sobre a natureza do que está vendo na tela.

Toda essa atmosfera, aliada a belas paisagens (embora grande parte do tempo haja uma neblina inquietante – positivamente falando) e a excelente fotografia do filme tornam a coisa ainda mais assustadora. Muitas vezes é mais fácil sentir-se apreensivo na presença do sol e do céu azul do que da noite e da chuva. Um ponto interessante é que, embora o filme se passe em um lugar aberto – a ilha – a sensação de claustrofobia é constante.

Embora não seja inovadora, a trama desenvolve-se de maneira progressiva, não sendo cansativa ou enfadonha. Chega a ser angustiante ver como os soldados, que outrora estavam animados por poder voltar para casa após cumprirem esta missão, vão deteriorando-se mentalmente, desesperados para tentar sair daquele estranho local mas sem a menor pista de como fazê-lo.

Este não é um filme fácil de encontrar, mas mesmo assim, procurem e assistam antes que Hollywood faça o favor de fazer uma versão enlatada e sem tempero deste filme.

Ficha técnica:
Título Original: R-Point
Título no Brasil: Fantasmas da Guerra
País: Coréia do Sul
Ano de lançamento: 2004
Direção: Su-chang Kong
Roteiro: Su-chang Kong
Fotografia: Hyeong-jing Seok
Música: Pa-lan Dal.
Edição: Na-yeong Nam.
Maquiagem: Chang-man Lee.
Elenco: Woo-Seong Kam (Choi Tae-in), Won-Sang Park, Byung-ho Son, Tae-kyung Oh, Seon-gyun Lee, David Joseph Anselmo (David-in).

Comentários   

#13 Rosalinda » 15-04-2017 07:10

You've got superb thing here.

noziris.net (noziris.net)
0 +−

Rosalinda

#12 Merle » 29-03-2017 17:09

Si elles nous mecontentent, leur compte est
bientot regle, et en cas de rebellion armee, nous pouvons leur fermer
completement le Tell, et les obliger a recourir a des intermediaires, ce qui decuple
pour eux le prix des denrees.

Feel free to surf to my web page :: salon massage lyon
0 +−

Merle

#11 rafael t » 27-02-2015 16:44

o filme completo esta no youtube com nome de ghosts at war.
0 +−

rafael t

#10 Luciano Barreto » 03-08-2011 02:19

É um filme bom. Valerá cada milho que se transmutou em pipoca. rsrsrs.

O Luiz "Resenha" Poleto mandou bem outra vez.

E em filmes orientais... preparem-se porque haverá uma oriental... ah deixa pra lá. Vejam o filme!
0 +−

Luciano Barreto

#9 Luiz Poleto » 02-08-2011 03:17

Citando Rogério Xyz:
acabei de ver o filme em partes mesmo, esse filme é um plágio DESCARADO do clássico americano "The spirits in war"!...


Tem mais detalhes sobre esse "clássico"? :-?
Não encontrei informações sobre ele em lugar nenhum. Talvez pelo fato de o título estar errado (embora nem da forma correta eu o tenha encontrado: "The spirits at war").
+1 +−

Luiz Poleto

#8 Lorde das Sombras » 02-08-2011 01:34

...
0 +−

Lorde das Sombras

#7 Afonso Pereira » 01-08-2011 22:09

Poletão, fiquei curioso com o filme, apesar de não gostar muito de filmes asiáticos. Acho alguns muito exagerados... claro, sei que e da cultura cinematográfica deles, mas com a resenha aí, vou me arriscar a dar uma espiada, se eu bota os olhos nele.
0 +−

Afonso Pereira

#6 Lino França Jr. » 01-08-2011 19:46

É uma temática bem interessante. Concordo que o cinema oriental está se especializando em produzir bons e pucliares filmes de terror. Já tivemos uma boa leva deles nos últimos anos. Apesar das versões em inglês, as originais são sempre bem mais assustadoras.
Quero assisti-lo também depois da resenha do Luiz.
+2 +−

Lino França Jr.

#5 Luiz Poleto » 01-08-2011 18:45

Citando Rogério Silvério:
Eu achei o filme mas está em partes e eu não gosto de assistir em partes, será que tem algum programa fácil de mexer que una as partes todas num unico arquivo? [comentário editado: não é permitido o envio de links para download de conteúdo pirata!!!]


Aqui tem o filme disponível para compra. Preço bem acessível:

americanas.com.br/.../...
0 +−

Luiz Poleto

#4 Lorde das Sombras » 01-08-2011 18:39

Eu achei o filme mas está em partes e eu não gosto de assistir em partes, será que tem algum programa fácil de mexer que una as partes todas num unico arquivo? [comentário editado: não é permitido o envio de links para download de conteúdo pirata!!!]
−1 +−

Lorde das Sombras

#3 Luiz Poleto » 01-08-2011 17:46

Esse filme foi uma grata surpresa. Depois de ver muitos filmes reciclando clichês de forma insossa e sem criatividade, R-Point foi uma dádiva divina.

Mesmo que faça uso de alguns clichês, ele o faz de forma excepcional. Depois de muito tempo eu voltei a sentir medo assistindo a um filme de terror. ;-)
0 +−

Luiz Poleto

#2 Tânia Souza » 01-08-2011 14:41

Poleto, eu não conhecia este filme, assim como o Ramon, agora vou atrás da película. A resenha me deixou deveras curiosa.
+1 +−

Tânia Souza

#1 Ramon Bacelar » 01-08-2011 10:00

Quando do seu lançamento, foi bastante comentado, mas me passou batido; agora vou atrás.

De fato o cinema fantástico oriental anda meio saturado de ideias, mas ainda prefiro um koreano ou japonês mediano que a maioria do que se é produzido em hollywood; cada filme do Kyoshy Kurosawa ou Shynya Tsukamoto é garantia (no mínimo) de diversão criativa e estilosa e os melhores como Kairo e Cure deixam muito fime metido a "sério" no chinelo. Acho que a maior prova da qualidade do cinema oriental é a quantidade de remakes toscos feitos nos EUA. ;-)
+1 +−

Ramon Bacelar

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Você está aqui: Resenhas Filmes Resenha: Fantasmas da Guerra (R-Point)